Buscar
  • Renan Alves

Sandy comenta: Suplementação deixa unhas e cabelos mais fortes!

“Você é o que você come” é aquele ditado que escutamos cada vez mais nesses tempos em que alimentação, saúde e beleza se misturam numa nova era de ingredientes funcionais. Mas além de focar na comida em si e seus nutrientes, muita gente opta pela suplementação via oral para garantir certos benefícios para unha e cabelo:

A Sandy pode até dizer que é velha para ser jovem, mas uma coisa é fato: ela está sempre impecável. E a gente descobriu o segredinho! Para manter os cabelos, a pele e as unhas saudáveis, ela aposta em complexos vitamínicos em cápsulas.

“Faz um mês que comecei a tomar cápsulas para unha e cabelo e já estou vendo os efeitos. O meu cabelo, por exemplo, tinha fases de queda, algumas vezes por causa do estresse, e agora sinto que ele já parou de cair. Já minhas unhas quebravam no meio, então não conseguia mantê-las alongadas, mas agora consigo,” diz a cantora.

Complexo cabelo

A fórmula que a cantora investe é uma mistura de vitaminas A, C, E, D e complexo B, além dos minerais zinco, cromo, selênio e a biotina potencializada, que tem como promessa cabelos mais fortes. 

Cuidado com o excesso

Mas é necessário entender quando investir na suplementação e quando evitá-la: “O consumo desses compostos, quando orientado por profissionais, traz vários benefícios para o paciente. Muitas pessoas pensam ‘ah, são apenas vitaminas’, porém hoje em dia sabemos que a suplementação excessiva e contínua pode ser prejudicial, por isso tenham um acompanhamento de um médico.”, alerta a nutróloga Patricia Cavalcante, de São Paulo.

Para saber se você realmente precisa de vitaminas e minerais e assim evitar seus excessos, o ideal, além de consultar um médico, é conversar com ele sobre a solicitação de exames de sangue de dosagens séricas das vitaminas e alguns oligoelementos:

“O selênio é um mineral que facilmente é extrapolado o limite diário. Uma castanha do Brasil (castanha-do-pará) já tem a quantidade necessária preconizada para um adulto, então se a pessoa já estiver suplementando e ainda consumindo castanhas diariamente, pode rapidamente atingir níveis tóxicos desse mineral no organismo. Já as hipervitaminoses podem ter diversos efeitos, variando de vitamina para vitamina e de acordo com o tipo de toxicidade – aguda ou crônica. A suplementação com betacaroteno (que é convertido em vitamina A) está associada ao aumento da incidência de câncer de pulmão, devendo ser prescrito apenas para quem tem indicação”, completa Patricia.

Estresse e cabelo

Como comentado por Sandy, o estresse também é um fator que desencadeia queda das mechas. Se este for o caso, as vitaminas ajudam, mas não fazem milagres:

“Se a queda de cabelo vem de tensão e do estresse, que pode gerar uma doença chamada eflúvio telógeno, essas substâncias irão ajudar, porém a pessoa também precisa eliminar esse fator estressante ou trabalhar melhor suas emoções para lidar com o problema. Caso contrário, o cabelo pode continuar caindo sim, apesar da suplementação”, esclarece o dermatologista Alberto Cordeiro, de São Paulo.

Quantidade necessária

Quando a indicação médica é suplementar, é necessário se atentar também aos níveis de vitaminas e minerais da fórmula: “O que sempre alerto é que não adianta o paciente tomar essas substâncias numa composição baixa. Para se ter uma ideia, com a biotina costumo ver várias composições com 0,5 mg, sendo que nós temos que colocar no mínimo 5 mg para que seja realmente eficaz”, pontua Cordeiro.

Eu já estou utilizando também, e posso afirmar que os resultados são surpreendentes. Vocês já utilizaram? Contem pra gente nessa pesquisa que estamos desenvolvendo em todo Brasil, clique aqui.

Clique aqui para participar agora mesmo!


#cabelo #capilar #topo

0 visualização

Um portal focado em trazer as melhores informações sobre saúde e bem estar. Porque cuidar do nosso corpo, e de quem a gente ama, é o maior bem que podemos exercer.

  • Facebook
  • Instagram

© 2020 Cuidar & Cuidados. Construído com amor.