Buscar
  • Renan Alves

Série os efeitos visíveis do stress: Quedas de cabelo!

O stress prejudica a saúde e afeta diretamente a aparência. Os efeitos incluem, além de envelhecimento precoce da pele, a temida queda de cabelo!

Stress é a reação do corpo a situações prejudiciais, reais ou percebidas. Quando nos sentimos ameaçados de alguma forma, o corpo desencadeia uma reação química conhecida como “luta ou fuga”. Essa resposta aumenta a frequência cardíaca aumenta, acelera a respiração, contrai os músculos e aumenta a pressão arterial. Caso você precise fugir de uma ameaça, está preparado.

Em pequenas doses, o estresse é necessário e até mesmo benéfico. Mas, na vida moderna, as situações de ameaça se multiplicaram. Trabalhamos horas demais, a jornada até o trabalho é exaustiva, as finanças não fecham, etc…

Nosso corpo não está preparado para lidar com esse estresse a longo prazo. É ele que causa irritação, cansaço e problemas para saúde. Já está comprovado que o estresse aumenta o risco de problemas cardiovasculares, como infarto e AVC; de problemas psiquiátricos, como depressão e ansiedade; acelera o envelhecimento precoce; agrava o diabetes e afeta o sono, o apetite e a libido.

… e provoca a queda dos cabelos.

O organismo humano tem uma gestão interna inteligente, que tem capacidade de controlar todos gastos de energia do corpo. O crescimento capilar gasta muita energia, pois é o 2º local no organismo de intensa troca celular, sendo que o 1º local é o sistema sanguíneo com a produção de glóbulos vermelhos. Sendo assim, essa gestão inteligente diminui o crescimento capilar, levando vários fios antecipadamente para a fase de repouso. Esses cabelos, uma vez na fase de repouso, irão cair cerca de um a três meses depois dessa mudança. Dessa forma, o percentual de cabelos em queda que normalmente é de 15% passa para 25% a 40%.

Foi comprovado que o estresse prolongado afeta diretamente a sua aparência. Essa semana, um estudo realizado por pesquisadores de Harvard confirmaram que o estresse acelera o a queda e aparecimento de cabelos brancos.

Por quem entende do assunto

A dermatologista e tricologista Ana Carina Junqueira relaciona o problema também a mudanças na dieta e à montanha-russa emocional que todos têm experimentado na pandemia: “O estresse e a ansiedade aumentam a liberação de cortisol. E esse é o hormônio que regula o ciclo capilar. Em alta, ele interrompe o curso natural de vida do cabelo e os fios começam a cair de uma vez, em chumaços”.

Outras condições associadas à perda de cabelo induzida pelo estresse estão a alopecia areata, um distúrbio auto-imune no qual os glóbulos brancos atacam os folículos capilares, e na dermatite seborreica, inflamação que pode aparecer no couro cabeludo e contribui para a queda e afinamento dos fios.

Ela garante, no entanto, que a queda relacionada ao estado emocional é passageira: “O folículo não morre. Então, uma vez que o estresse passe ou o organismo se regule, o ciclo recomeça normalmente”.

Ana ressalta, no entanto, que a maior parte dos casos se resolve naturalmente com alimentação balanceada e uma rotina saudável de sono: “Alterações nutricionais e hormonais são os principais motivos e também causam aumento de cortisol”, explica. “Muita gente tem se presenteado com mais carboidratos nessa época e está esquecendo das proteínas. Outros estão começando dietas restritivas. O ideal é buscar estabilidade”, aconselha.

Invista em alimentos para fortalecer o cabelo

O tratamento para esse quadro é difícil pois não se trata de uma doença infecciosa ou autoimune, mas sim uma disritmia do organismo. Vitaminas do tipo A, B1, B2, C, E, D, Niacina e Ácido Pantotênico podem ajudar. Essa suplementação pode ocorrer por cerca de 3 a 6 meses.

Por isso está sendo muito utilizado a suplementação através de nutracêuticos, que já são os queridinhos do SEC XXI, onde traz todos os nutrientes naturais, muitas das vezes não consumidos, levando toda complexidade para deixar o nosso corpo balanceado.

Justamente por isso é que o tratamento contra queda de cabelo por estresse envolve a ingestão vitamínicas naturais. Apesar disso, é importante lembrar que não adianta cuidar apenas das madeixas se o problema emocional não for tratado. Para combater o problema, é preciso combater também a sua raiz. Claro, atente-se sempre a produtos de qualidade e com certificado Anvisa.

O importante é se manter saudável para que a auto estima esteja sempre elevada.

#mulher #homem #tdampc #topo #cabelo #saúde

0 visualização

Um portal focado em trazer as melhores informações sobre saúde e bem estar. Porque cuidar do nosso corpo, e de quem a gente ama, é o maior bem que podemos exercer.

  • Facebook
  • Instagram

© 2020 Cuidar & Cuidados. Construído com amor.