Buscar
  • Virgínia Lane

Obesidade masculina: como ela afeta a saúde do homem

Atualizado: 7 de Nov de 2020

A obesidadeé um dos problemas que afeta boa parte da população brasileira.

Segundo pesquisa publicada pelo IBGE em 2015, 16,8% dos homens brasileiros está obeso, ou seja, possui o IMC (índice de massa corporal) maior ou igual a 30kg/m2.

Essa alta porcentagem se dá muitas vezes pela falta de exercício e pela má alimentação.

Os homens consomem, comparado às mulheres, menos verduras, saladas e frutas. Já o consumo de cerveja e bebidas destiladas é 5 vezes maior do que às mulheres.

Esses dados, também do IBGE, revelam como os homens se preocupam muito pouco com a alimentação e com os excessos em relação ao álcool. O resultado são o aumento de peso e as consequências na saúde.

Mas não é só a saúde física que é prejudicada. O sobrepeso afeta também a saúde psicológica e o desempenho sexual do homem. Muitos obesos acabam tendo disfunção erétil.

Pensando nisso, criamos uma lista com os principais riscos ocasionados pela obesidade masculina:

  1. Problemas cardiovasculares

  2. Trombose

  3. Diabetes

  4. Apneia do sono

  5. Disfunção erétil

  6. Câncer

Problemas cardiovasculares

Problemas cardiovasculares são comuns em homens diagnosticados com obesidade.

A gordura que se estabelece em volta dos órgãos da cavidade abdominal do homem pode ocasionar o entupimento das artérias, e, consequentemente, prejudicar a livre circulação do sangue pelo corpo.

As células gordurosas produzem substâncias inflamatórias que se acumulam nos vasos sanguíneos e formam placas de gordura, que impedem a passagem de sangue.

Esse processo acaba contribuindo para que o coração não desempenhe bem seu papel e que doenças como , hiper tensão arterial, infarto e derrame surjam.

A trombose venosa profunda é outro grave problema de saúde que é ocasionado. Por causa dos problemas relacionados ao bombeamento de sangue e ao excesso de peso, um coágulo pode se formar em uma veia nas pernas e bloquear o fluxo sanguíneo

Ocasionalmente, esse trombo pode se desprender e o mesmo processo pode acontecer nos pulmões, o que é conhecido como embolia pulmonar. Como sintoma teremos dificuldade e dor para respirar.

A embolia pulmonar é muito grave e o paciente deve ser encaminhado para o hospital o mais rápido possível aos primeiros sintomas, se não tratada pode levar a óbito.

Diabetes

A diabetes tipo II é um dos problemas que mais afeta homens obesos.

Com o aumento do peso, o metabolismo produz mais insulina, pois o corpo está crescendo. Em contrapartida, os tecidos ficam menos sensíveis aos efeitos da substância, causando resistência à insulina.

A gordura abdominal, além de fatores genéticos e familiares, acaba sendo o fator ainda mais agravante para a diabetes.

Apneia do sono

O excesso de peso também pode ocasionar graves problemas com o sono, como a apneia. Homens têm duas vezes mais chances de desenvolver a doença.

A obesidade faz com que os músculos da língua e dos tecidos em volta da traqueia também cresçam, comprimindo a garganta e gerando dificuldade de respiração.

Durante o sono essa situação piora, pois o corpo está relaxado e o cérebro não manda grandes estímulos para respirarmos.

A apneia do sono muitas vezes pode nem ser percebida, pois os sintomas incluem roncos e cansaço após o sono.

Outros sintomas são: dor no peito, garganta seca pela manhã, sensação de sufocamento ao acordar, irritabilidade e impotência sexual.

Disfunção Éretil

Dentre os problemas ocasionados pela obesidade masculina, a disfunção erétil é o que mais preocupa os homens.

Isso porque a obesidade por si só não é um fator agravante para a satisfação sexual do homem. Mas alguns fatores biológicos acabam atrapalhando na hora do desempenho sexual.

O sobrepeso masculino prejudica, principalmente, o sistema circulatório do corpo, reduzindo o fluxo de sangue que chega a região peniana. Enquanto o hormônio masculino decai, ocorre a maior produção do hormônio feminino estradiol.

Além disso, ocorre o descontrole da produção de espermatozoides e testosterona.

Assim, um homem obeso pode apresentar diminuição de libido, problemas com a ereção, dificuldade de ejacular, baixa contagem de espermatozóide no sêmen, baixo nível de testosterona e não responder prontamente aos estimulantes sexuais.

Se não bastassem todos problemas, baixa autoestima e problemas psicológicos também prejudicam a vida sexual.

Câncer

A obesidade aumenta a chance, em até 3 vezes, do indivíduo desenvolver alguns tipos de câncer.

Nos homens, a maior incidência de câncer ocasionado pela gordura acontece no cólon, na próstata e no fígado.

Tem alguns dos sintomas? Saiba o que fazer:

A obesidade masculina pode ocasionar diversas afecções, por isso é importante que o homem esteja atento a sua saúde.

A perda de peso, muitas vezes, é a melhor medida terapêutica. Para tanto, é importante manter estilo de vida saudável com exercícios físicos regulares, alimentação adequada e consultas médicas periódicas.

#obesidade #obesidademasculina

4 visualizações